Como selecionar um Sistema de Gestão?

dicas-sistema-gestao

Adquirir um software para integrar informações e processos de uma empresa, além de seu alto custo, envolve um processo de compra complexo e cheio de variáveis. Veja os principais processos, para que sejam compreendidos os pontos mais relevantes para aquisição de um software.

Avaliação Inicial
1. Determine as reais necessidades da empresa e recursos oferecidos pela tecnologia a ser adquirida;
2. Inclua neste processo membros da diretoria e funcionários que estarão diretamente envolvidos com os benefícios gerados pelo ERP;
3. Procure assessoria de especialistas em informática para encaminhá-los à melhor escolha de arquitetura tecnológica ou identificar as deficiências que poderão apresentar.
Essa é a fase do projeto na qual são analisados processos e práticas de negócio. É o momento em que a companhia é profundamente observada e, por meio dessa análise, define-se a necessidade de uma solução ERP.

Aderência
Verifique quais funcionalidades contidas no produto atendem às suas necessidades e se a aplicação delas em seu negócio trará benefícios como:
– redução de custos;
– diminuição de tempo de operações básicas;
– eliminação de retrabalhos;
– aumento da eficiência do atendimento aos seus clientes; e
– aumento de competitividade.
É claro que o ideal seria adquirir um produto que atendesse 100% das necessidades de sua empresa. Porém, os Sistemas de Gestão possuem características próprias e distintas. A fornecedora de ERP vai tentar alcançar o máximo desse percentual por meio da flexibilidade, parametrização e disponibilidade de se desenvolver particularidades no sistema.
É neste momento que uma aplicação é escolhida e configurada para uma companhia. Também são definidos o modelo de funcionamento da solução e outros aspectos do ambiente que possam ser considerados relevantes à implementação do software.

Legislação
As constantes mudanças na legislação tributária brasileira obrigam as empresas a realizarem rápidas mudanças em seus processos, visando o seu correto enquadramento às novas normas tributárias. A rapidez exigida destas mudanças é vital para manutenção da lucratividade do negócio e competitividade. O produto deve estar adaptado à legislação brasileira e, principalmente, deve ter garantia de contínua atualização em função de alterações na legislação.

Tecnologia
Verifique se a linguagem utilizada para desenvolvimento do software é utilizada e aceita mundialmente. A liberdade de escolha do fornecedor do banco de dados a ser utilizado pela aplicação também é importante:
1. Pela segurança e integridade, uma vez que nele estarão gravadas todas suas informações de negócio; e
2. Pelo custo de aquisição, que poderá superar o custo do equipamento.

Rastreabilidade
Para garantia da integridade e segurança das transações, o software deve oferecer condições de rastreabilidade, disponibilizando aos administradores do sistema, recursos que permitam identificar se o usuário executou determinada operação.

Integração com internet e outros aplicativos
Atualmente, há no mercado um número significativo de aplicativos gerenciais que poderão compartilhar informações do ERP, recursos do tipo “recorte e cole” ou conexão direta, e que são fundamentais para extração de dados do ERP. Também devem ser considerados recursos de integração e comunicação de dados com clientes, fornecedor e instituições financeiras.

Fonte: Sebrae
http://www.sebraemais.com.br/noticias-midia/orientacoes-para-a-hora-de-selecionar-um-erp

Loading Facebook Comments ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *